Notice
  • There is no category chosen or category doesn't contain any items

Viajante legal não abandona o animal

Não abandone seu amigo para viajar. Ele também quer festejar!
Nas férias de fim de ano e no carnaval, não esqueça o seu amigo animal.
Não faça do seu passeio um pesadelo pra ele!

viajanteO abandono é a consequência da irresponsabilidade daqueles que pensam muito vagamente, ou nem pensam neste assunto e resolvem o problema de uma forma cruel para o animal. O Centro de Zoonoses de São Paulo aponta um aumento do abandono entre 40% e 60% na época de férias e festas de final de ano. E se considerarmos os casos não registrados, esse triste número é bem maior, pois apenas a minoria deles acaba resgatada. O final raramente é feliz, pois morrerão nas ruas por atropelamento, briga de território, maus tratos, doenças, fome... ou serão resgatados já desnutridos, feridos e traumatizados, e levados para abrigos superlotados, onde a mortalidade também é grande, seja por brigas, doenças ou depressão.

Algumas pessoas deixam o animal sozinho em casa com ração e água à vontade achando que dará para alimentá-lo até o dia em que voltarem. Isso é um grande erro! O animal não sabe reservar comida (que terminará antes do tempo ou estragará) e a água ficará suja. Comida exposta tende a ficar com larvas de insetos o que trará verminoses para o animal e se tiver mais de um animal na casa eles poderão brigar pelo alimento.

O animal também corre o risco de ficar deprimido, latir muito com a falta do tutor e ser envenenado por isso, além de sofrer acidentes pelo desespero com os fogos de artifício comuns nas festas de fim de ano (caem de terraços, se enforcam com a corrente (nunca deixe o animal preso a correntes sozinho) fogem e são atropelados, etc.

Algumas sugestões:

 

• Antes de viajar, certifique-se que o hotel aceita animais e informe-se quais as condições exigidas. Alguns possuem até selo Pet Friendly. Faça a reserva de alojamento, se o animal for de grande porte informe-se se tem boxe disponível e faça a reserva. Caso queira viajar para o exterior com o seu cão e/ou gato deve tomar as devidas precauções com a documentação deste. Certifique-se, junto da Embaixada do país para onde se deslocar, quais os requisitos necessários para a entrada do animal no país.

• Recorra à serviços particulares, como os hotéis próprios para animais, chegue a um acordo contratual sobre as condições de pagamento para a alimentação e cuidados a prestar ao animal. Verifique pessoalmente as condições de bem-estar que o hotel proporciona ao animal.

• Fale com colegas, amigos ou familiares que também tenham animais. Tente fazer uma permuta: tome conta do animal deles quando estes forem de férias e eles ficam com o seu quando chegar as suas férias.

• Informe-se sobre quais as empresas que vão a casa tratar dos animais, pois já existem serviços especializados.  É uma boa solução para os animais, pois não se vêem privados do seu local habitual, principalmente no caso dos gatos, pois estes animais são muito sensíveis e muito ciosos do local em que vivem.

Um ótimo lugar para buscar pessoas, que amam animais como você e que cobram um preço acessível para hospedar seu animal ou fazer o serviço de pet sitter, cuidando dele em sua própria casa com visitas diárias, é a PetRoomie*. Uma comunidade online onde amantes de animais abrem suas casas ou disponibilizam seu tempo para cuidar com amor de seu bichinho. Você poderá buscar pessoas em várias cidades do Brasil.

  

Viajando de carro com o animal, respeite as seguintes regras:

 

- O animal deve viajar no banco de trás, acompanhado ou em caixa de transporte para não pular para o banco da frente.

- As janelas devem estar abertas o suficiente, mas de modo ao animal não poder saltar nem colocar a cabeça de fora, pois causa otites, nevrites e possíveis traumatismos.

- Quando parar durante o percurso passeie com o animal durante uns minutos para que ele possa se movimentar, o que o acalma para o resto da viagem e também para satisfazer as suas necessidades fisiológicas (não se esqueça de levar um apanhador de dejetos). Nunca abra a porta sem o animal estar na guia.

- Não deixe o animal sozinho preso no carro.

• Ao viajar com o seu animal este deve estar devidamente identificado com a plaquinha na coleira onde conste o nome do animal e o número de telefone do contato.

- Veja também:
http://www.viagensmaneiras.com.br/ - Tutor viaja o mundo com seu amigo cão.

http://www.vegporai.com/ - Vegetariando por aí: roteiros veganos em diversas cidades.


ABANDONO DE ANIMAIS É CRIME AMBIENTAL. DENUNCIE.
Lei Federal 9605/98 art 32.

 

*Patrocinado por http://www.petroomie.com.br/.

 

Artigos Relacionados:
default thumbnail image alt
Cavalo do mundo real
        . Por Daniele de Miranda          
default thumbnail image alt
CONCLUÍDA! Campanha emergencial de união para salvar a vid
CONCLUÍDA COM SUCESSO! GRATIDÃO A CADA UM DA LISTA DE COLABORADORES, QUE AJUDARAM A SALVAR O OZZY!
Aprenda a fazer receitas de doces e bolos veganos, saudáveis e deliciosos
Aprenda a fazer receitas de doces e bolos veganos, saudávei
Juliana Gondo e Dona Regina Gondo, fundadoras da Cake Vegan Cake - 1ª confeitaria vegana do RJ - e
Por que não vão defender as crianças com fome?
Por que não vão defender as crianças com fome?
1) Quem faz esta pergunta admite que existem dois tipos de pessoas no mundo: As "Pessoas Que Ajudam"

Publicidade

  • vetipe

Busca

1817962
Hoje
Essa semana
Esse mês
Total de visitas
299
1875
9410
1817962

Seu IP 54.221.29.4
Agora