Plimun.com
Notice
  • There is no category chosen or category doesn't contain any items

A verdade sobre as corridas de cavalo

corridaQuem se lembra deles?
Não muito material disponível para consulta e, aparentemente, pouca gente se lembra deles. Os cavalos explorados por jockeys, jogadores e outros tipos de pessoas são mais um problema que precisa ser abordado na filosofia vegana. A crueldade não é tão óbvia quando em um rodeio, mas ela está lá. A grande maioria das pessoas sequer sabe que este "esporte" é cruel, abusivo e os cavalos são muito mal tratados.

- Muitos cavalos de corrida são forçados a correr ainda muito jovens, antes do completo desenvolvimento ósseo. Além disso eles participam de muitas corridas, correm em superfícies duras e lhes são ministrados analgésicos e anabolizantes.

- A corrida de Triple Crown é especialmente arriscada. Dos 390 cavalos nominados na corrida de 1998, apenas alguns conseguiram chegar até o portão de saída. O favorito Halory Hunter quebrou a pata durante um treinamento dias antes da corrida; Event of the Year quebrou seu joelho direito na corrida Churchill Downs de Kentucky. Em 1999, Charismatic, vencedor do Derby de Kentucky, quebrou a pata durante a corrida Triple Crown de Belmont.

- Chicotear é rotina. Os organizadores de corridas dos EUA, diferentemente dos europeus, não fazem restrições no número de chicoteadas que um cavalo pode levar durante a corrida.

- Poucos cavalos que sobrevivem aos dias de corrida são recompensados com uma aposentadoria decente. Na verdade, o destino final para a maioria destes cavalos é o matadouro. Até mesmo cavalos campeões acabam em matadouros, a exemplo de Exceller, que ganhou cerca de 1,7 milhões de dólares em corridas. Em 1998 cerca de 7.100 cavalos foram abatidos nos EUA. Para estes cavalos, a “aposentadoria” começa com uma longa viagem em um caminhão. No matadouro, eles recebem um choque elétrico ou uma pancada na cabeça com uma barra de ferro, são içados de cabeça para baixo e abertos. Sua carne é transformada em ração para cães ou mandada para a Europa para consumo humano.

 

Mitos:

- “Ah, mas eles são mais bem tratados que muitos de nós!”
A maioria destes animais vale muito dinheiro no mercado sujo que compra e vende suas vidas. Portanto, os tratadores precisam cuidar para que sua saúde esteja em dia. Isso não quer dizer que eles não sejam maltratados durante os cansativos treinamentos. É claro que não podemos afirmar que todos os cavalos explorados para a diversão humana são agredidos ou torturados, mas há fortes evidências que nos levam a pensar que sim.

- Não havendo maus-tratos, chicotes e coisas do tipo, há exploração?
A partir do momento em que você coloca preço em um animal, está explorando a vida dele. Por isso, mesmo que alguns “donos” destes animais os tratem com ração cara e todo o cuidado, há escravidão.
Abaixo, um vídeo que ilustra melhor as torturas físicas que um cavalo sobre durante provas de hipismo ou corridas.



Veja também:
Matéria da Anda: Conheca os bastidores da ndustria das corridas de cavalos

Fonte:
Vista-se e http://vidadafu.blogspot.com.br

Artigos Relacionados:
arte
A exploração de animais como objetos de arte
Pode haver uma dificuldade em definir o que é arte, por sua subjetividade e amplitude, e também de
pintos coloridos
Pintinhos coloridos
Pintos de galinhas poedeiras são como bezerros de vacas leiteiras. Para o “desperdício dos bezer
default thumbnail image alt
10 perguntas para excluir o consumo de leite e seus derivado
Nas fábricas de leite, as vacas são tratadas como meras máquinas. Seres inocentes que levam uma v
default thumbnail image alt
Por que não se pode ser inocente ao “comer” ovos?
Bateria de ovos numa granja industrial: o corredor do sofrimento e morte. ... (As galinhas) que sã

Publicidade

  • vetipe

Busca

Fill out my online form.
 

Vídeo

1763866
Hoje
Essa semana
Esse mês
Total de visitas
170
2519
10264
1763866

Seu IP 54.167.250.64
Agora